Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

leis imortais

"A pessoa que provoca um desequilíbrio na ordem cósmica é a única que pode restaurá-la."

 

Correspondência;

Fluidez;

Afinidade.

 

Esta é a "santa trindade" das leis que compõem a Lei Universal do Amor, encarregue de capacitar a transitoriedade da alma, as vezes que forem necessárias, por várias vidas e corpos, até que duas delas, gémeas, se encontrem; estas, e só estas, se encontram.

 

Um determinismo espiritual que aponta o tempo, a dor, a maldade e a benfeitoria como partes de um todo, que coloca mais ou menos escolhos nessa demanda ideal de uma alma que busca outra, conforme a valor qualitativo da prestação do portador da alma em cada uma das vidas vividas.

 

As conclusões são interessantes:

- o amor é real;

- é imortal;

- as almas gémeas existem para alcançá-lo;

- é uma questão de tempo até se encontrarem;

- a vida da alma está condenada a encontrar a felicidade total.

 

Este determinismo das Leis do Amor, opõe-se à fé oca, à desilusão e ao sofrimento da procura, por várias vidas, onde os "desarrumadores" de sentimentos ganham oportunidades de rearranjarem o caos que criam.

 

O fim do caminho coincide com o feliz encontro físico das almas certas e todos vivem, finalmente, juntos e em paz: deuses e Homens unidos na luz da felicidade suprema.

 

Esquivel, "A Lei do Amor".

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.