Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

episto mo logia - estudo dos mo epistos

a arrogância epistemológica (própria de uma idade) aqui na porta ao lado:

 

"lidar com gente burra, é muito difícil; se fosse eu a mandar desde o início, isto não era assim!"

 

protejam-se! sejam vocês quem for! ou então, esperem pela força vinda da incerteza aleatória...

 

de cisões

as pessoas tendem a pensar que, um bom resultado a seguir a uma decisão, significa que foi uma boa decisão.

por vezes (muitas vezes) não é assim.

incorrendo nesse erro, este projecta-se no futuro.

assim segue a vida, até ao dia em que o resultado extremamente negativo surge; e só vai ser percebido a par do espanto e do que se percebeu, erradamente,  como erro.

sem direto a lições aprendidas, nem a aprender com a vida, há-de se escolher um culpado, geralmente o menos simpático, o mais contestatário, ou o menos antigo - os mais velhos, em regra, calam-se, em sinal de astúcia e defesa.

 

ronco pa'ti a (ou ronco para uma tia)

sem o sono dos justos, não há justiça;

há pensamentos, ideias, esprançadas cogitações, feitas de desejo e de perspectiva;

há espaços de calculismo interrompidos por comboios de imagens em desalinho;

há pena e mágoa a par de vislumbre do que era para ser e de se ser diferente;

há conformismo, pelos que desiludiram pela negativa, que desiludir pela positiva é não terem surpreendido com a desilusão;

e há, claro, escritas que, sendo normal, antecedem algum descanso sob a forma de dormir.

pode ser que seja agora;

pode ser que seja daqui a pouco que venha esse ponto de interrupção e de paz contida, por paz definitiva, só na morte e esta vai andando por aí; por aqui;

nada pior para desestabilizar que a incompreensão de como se gasta vida, gastando a dos outros com a sua;

princípio do fim, num fim visivelmente antecipado, à vista de todos, na escolha de rumo a dar à vida sem tal.

incongruências. anti-certeza.

tenho pena de quem assim se despede.

fim de ideia; não tendo chegado o sono, veio mais uma fase, frase... frimagem! frases-que-são-imagens.

há quem prefira a fotografia. eu 'acho' que se complementam;

venha o silêncio numa antecipação do sono, que o dormir acaba num ronco.

tenta tiva

"tive-a aqui perto ali ao lado atrás de mim saiu-me saiu daqui entrou naquele outro oceano de ideias desejos fins em linha de vista imaginaria ainda assim tão perto do que podia ter sido."

no fado

"Não sei
Não sabe ninguém
Porque canto o fado
Neste tom magoado
De dor e de pranto
E neste tormento,
Todo o sofrimento
Eu sinto que a alma
Cá dentro se acalma
Nos versos que canto"