Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

ep íst ula de S. Mato aos Franciscanos Descalços

parei.

olhei fixamente a parede, onde se verificavam alinhadas as letras, de forma certeira; li o quadro explicativo e li a nota: "Trata-se de um funcionário do reino que apela à Irmandade Franciscana dos Espiritos Descalços, a recepção e franco acolhimento de mais dois frequentadores do edificio e apelo à sua partilha e acondicionamento, para que ali possam estar todos. É um importante documento de grande interesse histórico, uma vez que revela dificuldades, àquele tempo, na gestão de pessoas e de espaços, o que indicia que na Idade Médiana, havia já burrocracia e tensões sociais."

 

Meusjirmoes!

estais, como sabeis, aqui, neste trabalho, para sofrer; e nesta nobre missao diaria, havera que descontar aos pecados cauzadores de sufrimento, as vossas todas boas accoes.

eh este o designio divino, em tudo o demais coincidente com a vontade das chefias deste nosso mosteiro.

por carta regia, deram a vos estas terras, para que as ocupasses atodas e delas tirassem utilidade boa. cuidais vos todos que seriam vossas para sempre, mas nao sao. aqui, neste nosso reino, a rotacao nao eh de terras mas outrossim dos possuidores que possuem os ditos dominios sendo a vontade ela toda do representante do reino, neste caso que nem sou eu, humilde mosso de estrabaria, apontador de coitos de porco e escriba, este,

d'esta arte na maior parte do tempo.

 

pois nem o tempo eh nosse, que é de Quem nos criou, nem os domínios possuidos e possuidos fomos pelo mandatario real que ordenou a alterassao de marcos e rotacao de almas, por forma a possuir nos mesmos espaços mais duas dessas boas almas, ao que desculpei eu nosoutros de que a haver rotacao, seria sempre dos corpos, porque das almas, essas estao agarradas ao eter individual.

 

pela qual vontade regia de haver de receber novus irmaosje, dois deles , que sao de supor trabalhadores e havidos de conhecer coisas e cenas, haverao de ter tambem eles sitio para pouso e area de pousio e assim juntos com o flanco por lado, arremessar mais pilhas de papel de onde a madeira se extrai, ou por pura ventura o contrario, sendo que das vossas pias almas cristãs se espera a compaixao mais budista que a haja e haja por bem agir de forma boa e aprazada fama e sempre a contento de todos.

 

Assim se recebem mais quatro pés, retiradas as sandálias que foram, desgastadas pela erussao do tempo, do uso e dos maus tratos que lhes foram infligidos pelo trabalho.

 

haverao a partir da data de hoje, mais ep ist ulas de mim, humilde mosso desta estrabaria, apontador de coitos de porco e às vezes de outros suínos e escriba, esta arte na maior parte do tempo, que me da descanso das outras.

 

in nomine rex, dixt eu hoje como escriba, na data de hoje que a sabemos todos ser um dos dias de trabalho Maior.