Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

...

escrever sem ponto sem parágrafo e quase sem linha e deixar fluir os comboios de letras numa folha imaginária desenhada de branco sobre nada senão o reflexo daquilo que nos fazem crer que é e existe mas nem é nem existe aquilo que só se vê enquanto tu estás assim a trabalhar activado dependente
desenhos perfeitos idênticos em preto sobre branco onde só o espaço entre cada coisa escrita é simétrico numa teia de ideias que vão e que ficam saem das pontas dos dedos vindo de onde antes foram escarradas
se olhas vês a ideia exposta num relevo tão artificial que os teus dedos jamais o sentirão
eu aqui
tu aí
nos escritos
nós proscritos
vós
letras
soltas

Bom Natal

1 comentário

Comentar post