Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

gelos

- porque é que estou com tanto frio?
- tens frio, é?
- então! se não paro de bater os dentes!
- não é frio, filho;
- ai não? então porque é que não paro de tremer as pernas e o meu peito?
- pela mesma razão do frio que dizes sentir;
- e qual é?
- tiveste medo, a sério, pela primeira vez.
- pela primeira vez? vou ter mais?
- sim.
- muitas vezes?
- sim.
- já tiveste medo muitas vezes?
- sim.
- como é que se faz para ser como tu?
- como eu?!?
- assim, sem medo de nada?
- por vezes, também tenho medo; só faço por não mostrar.
- quando é que tiveste medo pela última vez?
- há pouco, quando tu tiveste.
- mas não parecia! quando estava aflito, tu até me sorriste!
- sim.
- pois foi; sim.
- sim.

1 comentário

Comentar post