Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

Tempus a tempus

um espírito próprio dos que vão estando a tempus, in tempus.

verdade ou consequência

a vida não é um jogo de vontades. passa por um concerto de vontades. no exercíco destas existe, por vezes, imaturidade. ela não tem idade para se revelar, perante uma situação nova da vida de uma pessoa.

a imaturidade sai cara; paga-se cara. e é paga em custos de forma proporcional à idade. pode revelar-se por uma falta de tomada de decisões em tempo útil ao decurso da vida. e neste âmbito, pior que decidir mal, é não decidir de todo. deixar ir. não resolver.

a vida é demasiado preciosa e curta para ser desperdiçada com indecisões.

da verdade exposta, não fica mais que a consequência na sua mais pura forma: o insuportável amargo de vida.

3 comentários

Comentar post